top of page

Depressão tem cura?

Atualizado: 28 de out. de 2023



mulher de braços abertos ao sol
Depressão tem cura?


Depressão foi considerado pela Organização Mundial da Saúde como o "mal do século", a "doença do século" e estima-se que até 2030 será a doença mais comum no mundo. Os especialistas na área tem visto que, após a pandemia, se teve um aumento exponencial de transtornos de depressão e ansiedade, e verifica-se um crescimento ainda acelerado.


A depressão é classificada no DSM 5 em graduações, sendo a depressão maior "a mais grave", sendo considerada crônica, constata-se que não há uma cura, mas os tratamentos servem para amenizar os sintomas.


A depressão pode ser incapacitante e causa prejuízos sociais e econômicos, pois muitas vezes toda a família sofrem com a doença de uma vítima, e são muitas as vezes que pessoas se afastam de seus trabalhos por incapacitações.


É muitas vezes imprescindível que a pessoa busque ajuda médica, normalmente a psiquiátrica, mas somente o uso de medicamentos não bastam, pois os remédios contribuem por um determinado tempo para tornar ameno os sintomas, mas não resolvem o problema, ocorrendo que, ao passar do tempo, o organismo apresenta tolerância ao medicamento e há a necessidade de doses mais fortes para se obter o mesmo resultado.


Mas se os remédios não resolvem o problema, porque se receitam tanto medicamentos?


Especula-se que, como o tratamento, que é de origem psicológica, também é um tratamento demorado, ocasionando um alto investimento no setor de saúde, pois a grande maioria não tem como custear um tratamento, então, especula-se que, para o paciente não ficar em sofrimento, a forma mais rápida para isto é receitando medicamentos que, normalmente são de uso controlado.


Mas isto anda gerando uma massa de pessoas que se encontram em dependência química no uso destas substâncias.


Mas a questão apresentada no título desta matéria é: "Depressão tem cura?"


Para isto irei expor o meu caso, e cada qual tire as suas próprias conclusões ou crie as suas próprias esperanças. Mas uma coisa sei, o que vou aqui compartilhar é fato, é real e é verdadeiro.


Tomei medicamentos controlados por muito tempo, e muitos outros tempos, como muita gente faz, evitava os remédios, mas logo era obrigada a voltar ao consumo. Mas a verdade é que eles não fazem realmente efeito, não importa o uso, de qual se usa, ou a quantidade usada, os sintomas continuam ali operantes,... tristeza, angústia, desânimo e estes e muitos outros sintomas se juntam aos efeitos desagradáveis dos próprios medicamentos,... mente confusa, boca seca, falta de apetite, e assim por diante.


A pessoa que apresenta transtorno de depressão, normalmente apresenta ideações suicidas, e eu não fui diferente, na verdade dos meus 16 anos aos meus 40 anos, não somente tive ideações suicidas, como tentei o suicídio de diversas formas e por inúmeras vezes. Não vou elencar aqui as diversas formas, mas sei que era um tormento.


Por mais de 20 anos sofri deste mal. Sei o que você passa pois senti na pele, sentimento de impotência, de que tudo e todos estão contra, sentimento de dependência emocional, baixa autoestima,..."tinha vontade de sair correndo e deixar o corpo para trás".


Mas posso te dizer que fazem 14 anos que tudo isto é passado, não sei o que é depressão, ansiedade, pânico. Continuo convivendo com as mesmas pessoas que convivia antes, mas, porém, tudo mudou. Por que? Por que eu mudei.


Exatamente, há a necessidade de mudança, mudança de pensamento, mudança de atitudes e de comportamentos.


Por isto é tão complicado e difícil a pessoa decidir realizar um tratamento de Psicanálise Clínica bem feito e chegar até o fim. Nós temos dificuldades de enfrentar as dores que serão causadas em mexer em assuntos, traumas e sentimentos que desejamos, inconscientemente, deixar em caixinhas bem guardados. Então, de forma inconsciente, decidimos ficar com as dores que já temos e evitamos confrontar nossas questões conflitantes e traumas.


Mas eu fiz isto, não foi fácil, não foi rápido, mas hoje, ou melhor, fazem 14 anos que não sei mais o que é depressão e seus inúmeros sintomas e consequências.


Te convido a fazer o mesmo. Tente. Se você desistir do tratamento no percorrer do caminho, comece de novo, afinal você pode até perder algumas guerras, mas não a batalha.


Se eu consegui, você também consegue. Eu não sou melhor que você e nem mais merecedora. Tente e tente quantas vezes você precisar, só não desista de você.


Hoje para um atendimento particular, a psicanálise é acessível. Um profissional bem preparado e o seu desejo de sair desta situação, é o que precisa para mudar a sua história.


Aqui na página você encontra as formas de se comunicar comigo e ver as condições que ofereço para você realizar o seu tratamento. Invista em sua saúde mental, você merece.


Psi Rosemary Gomes


Assista ao vídeo do mesmo assunto






27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page